terça-feira, 30 de maio de 2017

Sem rumo e sem alternativa Michel Temer troca Ministro da Justiça

Delegados Federais veem com preocupação esse gesto tresloucado.

O Presidente Temer, aparenta não ter outra alternativa, a não ser renunciar. O homem ao receber Joesley Batista no palácio do Jaburu, depois das 22:30hs, arrumou um abacaxi do tamanho de um trem. Pelo comportamento apresentado na gravação, o presidente demonstrou, não, ingenuidade, mas sim, uma cumplicidade sem limites, com os mafiosos da JBS. Os corruptos disfarçados de empresários compravam todo mundo, acintosamente, despiram a Republica e a fizeram lamber o chão. Aliciaram procuradores, deputados, senadores conselheiros de empresas concorrentes, chegaram ao presidente da Nação e, segundo a imprensa, enriqueceram ciscando nos cofres do BNDES, da mesma forma que pinto no lixo.
Diante da mudança feita às pressas no Ministério da Justiça, os Delegados Federais veem com preocupação esse gesto estranho e desesperado de um presidente, prestes a cair.
NOTA:
A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), vem a público demonstrar preocupação com a notícia da substituição, neste domingo, dia 28, do Ministro Osmar Serraglio pelo Ministro Torquato Jardim para ocupar o cargo de ministro da Justiça.
Os Delegados de Polícia Federal foram surpreendidos com a notícia da substituição, até mesmo porque desconhecem qualquer proposta de Torquato Jardim para a pasta. É natural que qualquer mudança no comando do Ministério da Justiça gera preocupação e incerteza sobre a possibilidade de interferências no trabalho realizado pela Polícia Federal.
Para resolver esta situação e evitar dúvidas, é fundamental que seja logo aprovada, no Congresso Nacional, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 412/2009, que garante a autonomia funcional, administrativa e orçamentária à Polícia Federal.
Além da autonomia, também é essencial que seja instituído o mandato para diretor geral da PF, de modo que mudanças de governo ou de governantes não reflitam em interferências políticas, cortes de recursos e de investimentos que prejudiquem as ações da Polícia Federal.
Carlos Eduardo Sobral - Presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal - ADPF

Jornalista Augusto Nunes humilha artistas de esquerda!!!

video

Brasileiros já pagaram este ano R$ 900 bilhões de impostos e taxas

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou nesta segunda-feira (29) R$ 900 bilhões de tributos acumulados pagos pelos brasileiros desde o início de 2017. O valor se refere à arrecadação de todos os impostos, taxas e contribuições que vão para a União, os estados e os municípios.
A marca de R$ 900 bilhões chega 14 dias antes do que no ano passado. Para o presidente da ACSP, Alencar Burti, isso reflete a atual fase da economia. “Como a economia não está crescendo, o que impulsiona a arrecadação é o efeito da inflação, é o aumento de alguns impostos”. Ele considera, no entanto, que o aumento é positivo na medida em que o governo está procurando equalizar as finanças.
O Impostômetro foi implantado pela ACSP em 2005 para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar dos governos serviços públicos melhores. Outros estados aderiram ao projeto e hoje existem painéis com o Impostômetro em Florianópolis, Guarulhos, Manaus, Rio de Janeiro e Brasília. Em São Paulo, fica localizado na Rua Boa Vista, 51, no centro da capital.

Tragam um prêmio para esse rapaz

A exoneração da presidente do BNDES não foi boa para o banco

Até quando vão acontecer manobras nos bastidores de Brasília buscando salvar a pele do grande número de políticos envolvidos em falcatruas relativas a desvios de dinheiro público através do recebimento de propinas? Quem faz parte do Governo e não é do ramo de ‘malfeitos’ cai fora, como foi o caso de Maria Silvia Bastos Marques, que pediu exoneração do cargo de presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), onde atuava de modo eficiente, e com honestidade. O presidente Michel Temer já colocou um substituto no cargo, do qual se espera que não reabra os cofres do banco para financiar obras como o porto em Cuba, metrô em Caracas, estradas e pontes em Angola, com juros muito baixos e prazo de pagamento longos demais, tudo fora dos padrões normais do BNDES, ao invés de investir em obras no país e financiamentos de empresas nacionais, como vinha acontecendo nos governos de Lula e Dilma e com outras formas ilegais no governo Temer, quando sob sua condescendência empresários brasileiros tinham que pagar propinas para conseguir a liberação de financiamentos, também com os mesmos critérios danosos de juros e prazos para pagamento;
Manifestantes que viajam de graça em cerca de 500 ônibus fretados em vários estados e recebendo cachê pedindo a volta do PT ao poder é uma coisa normal. Estranho é observarmos pessoas esclarecidas, mas presas a posição ideológica também pleitearem a volta de Lula à Presidência da República e a consequente volta das atividades nada favoráveis ao desenvolvimento do país. Com a exoneração de Maria Silvia, o Governo perde uma pessoa respeitada em vários países, honesta e que tinha a coragem de servir como barreira a empresários e políticos corruptos. Ela também era favorável a financiamentos para pequenas empresas e não apenas para grandes empresários, com o que surgiriam inúmeros empregos num país que tem hoje cerca de 14 milhões de desempregados. É inaceitável que tudo continue a acontecer como vem ocorrendo até hoje. Resta uma esperança em delações premiadas que estão sendo esperadas, e que segundo se sabe, vão tornar bem pequenas as que até agora aconteceram como as recentes da Odebrecht e da JBS. Que venham o mais rápido possível.

O que os grupos escondem ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video 

STF vai trocar carpetes e prevê gastar quase R$ 600 Mil

O Supremo Tribunal Federal (STF) prevê gastar R$ 578 mil para trocar o carpete de suas instalações. Serão mais de 3.500 carpetes do tipo Tuscany aveludados e com proteção antiácaro, antifungos e antibactéria. O mais caro custará R$ 11.500. A aplicação do material será feita nos túneis e acessos a elevadores privativos e ao Salão Nobre. Segundo o STF, “a aquisição de carpetes idênticos justifica-se pela necessidade de manutenção do padrão existente no tribunal”.

Estão fingido – Esta gente é a favor de bandido

Os amantes da Cracolândia ✰ Artigo de Adriana Lisboa

Há algum tempo, atendi uma paciente que foi resgatada à força pela família, da cracolândia em SP. Estava pesando 34 kg, tendo 1m e 67 cm de altura. Estava com sífilis, AIDS e foi a tuberculose mais extensa que vi na vida. Pra se ter ideia, nem em foto de livro vi nada igual. Contou-me que vivia há 2 anos lá. Fazia sexo com até 20 desconhecidos por noite ao preço de 5 reais, para consumir tudo no mesmo dia, fumando pedra. Perdeu família, emprego, dignidade e a razão. 
A pessoa que abre mão de uma vida, pra se tornar um escombro, um farrapo humano, uma fruta podre pisoteada na sarjeta, está doente e essa realidade em que vive, não é uma escolha ou uma "forma de protesto". 
Quem é contra a internação compulsória dessas pessoas, certamente nunca teve um familiar nessa situação e nunca viu a cracolândia de perto. A internação compulsória é antes de mais nada um ato de caridade, de amor ao ser humano, que nada mais tem de ser e nem de humano. É tentar resgatar o último sopro de vida embalado em carne podre, lixo e violência. 
Inacreditavelmente tenho visto até quem defenda a existência da cracolândia. Os que defendem a existência das cracolândias da vida são os maus e desonestos, que enxergam o ganho político no sistema demagógico e os imbecis das claques de esquerda que apenas repetem as mesma bobagens de sempre. 
Por favor, mais amor e menos demagogia.
Adriana Lisboa - Médica em Santa Catarina

Orgulho de Não Ser Friboi ✰ Comentário de Flavio Bolsonaro

video

A boa vida de Sérgio Cabral

Só conhecia um bandido que teve um presídio construído especialmente para ele. Foi o caso do chefe do Cartel de Medellín, na Colômbia, Pablo Escobar, nos anos 1990. 
Agora Sérgio Cabral também ganhou um presídio vip, só não foi construído, foi reformado. E estranhamente não tem bloqueador de celular. É um presente do governador Pezão, que não tem dinheiro para reformar escolas ou hospitais, nem para pagar os servidores, mas deu um jeito de reformar o presídio para receber Sergio Cabral, Sérgio Côrtes, Braguinha, Avestruz, Bezerra e outros integrantes da quadrilha. Ganharam até colchões especiais comprados para os atletas olímpicos. 
Dizem as más línguas, que Pezão quis garantir aposentos melhores quando chegar a sua hora e for fazer companhia ao ex-chefe.

2ª Expo Total de Veículos Antigos - Porto Alegre RS

Gato usado como arma em Brasília poderá perder a pata ✰ Artigo de Rodrigo Constantino

Uma cena cruel durante a manifestação dessa quarta-feira (24/5) na Esplanada dos Ministérios chocou quem estava perto. Um gato foi arremessado durante o protesto que terminou em confusão. Com a violência, o bichinho fraturou a pata dianteira.
Perplexa com a situação, a jornalista Carla Benevides pegou o animal e o levou com ela. O gatinho foi encaminhado a uma clínica no Lago Norte e corre o risco de ter a pata direita amputada. Segundo a jornalista, ela estava acompanhando a manifestação em frente ao Ministério da Justiça quando um rapaz entregou o animal afirmando que ele foi arremessado por cerca de 10 metros.
“Eu adoro bicho, o peguei na hora, mas não sabia o que fazer porque estava trabalhando. Vi que estava muito assustado. Fiquei com pena porque ele miava muito, dava para ver que estava com dor”, afirmou a jornalista.
Segundo o veterinário, o gatinho rompeu os tendões, ligamentos e a pata estava solta. No momento, ele está internado e terá que tomar anti-inflamatório por dois dias. De acordo com a jornalista Sabrina Mancio, que levou o animal para a clínica, o remédio serve para o médico ver como ele reage antes de decidir pela amputação.
Uma corrente se formou para ajudar o gatinho.
Acho que agora a extrema-esquerda passou de todos os limites! Dessa vez ela vai perder o apoio das elites pós-modernas. Um gatinho?! Que tipo de gente faz maldade com um gatinho?!
Sim, é verdade que a extrema-esquerda defende Cuba, regime ditatorial no poder há mais de meio século, que já eliminou milhares de vidas inocentes no paredão; sim, é fato que essa turma apoia a Venezuela, cujo tirano vem matando manifestantes na rua para se manter no poder; sim, é verdade que a história do socialismo é aquela de cem milhões de cadáveres empilhados em nome da ideologia.
Mas eram “apenas” seres humanos. E dessa vez a vítima foi um gato. Um pobre gatinho! E o bichano vai perder uma patinha. Isso será intolerável para muita gente da esquerda, que costuma colocar o ovo da tartaruga acima do ovo humano na hierarquia de valores. Aborto? Pode até o mês que quiser, afinal, “meu corpo, minhas regras”. Mas não mexa com bichinhos!
Já disseram por aí que o terrorismo islâmico só vai chocar mesmo, revoltar todos a ponto de gerar finalmente uma reação mais enérgica, no dia em que os alvos forem focas ou baleias. Enquanto os muçulmanos matarem “apenas” pessoas, como a menina de 8 anos que foi explodida durante um show em Manchester, a turma pós-moderna vai continuar mais preocupada com a “islamofobia” do que qualquer outra coisa.
Não me entendam mal: adoro bichos! Mas há algo muito errado com um mundo que tem dado mais valor a eles do que aos próprios seres humanos. Isso é misantropia pura. Vão ser desumanos assim lá na extrema-esquerda!

Polícia Federal apreende Porsche de Cerveró

Homem desenterra irmão e anda de bicicleta pelas ruas com caixão

Rapaz justificou que sonhou com o irmão, falecido há quase um ano, pedindo para dar um passeio. 
Administração informou que deve reforçar a segurança.

Um jovem de 29 anos foi preso em Prata (MG) na noite deste domingo (28) depois de ir ao Cemitério Municipal desenterrar o irmão que morreu há quase um ano e andar com o caixão sobre uma bicicleta pelas vias da cidade.
Um dos responsáveis pela administração do Cemitério Municipal, Bruno Gonçalves, informou que o local é fechado por volta das 18 horas e o vigilante vai embora, deixando as luzes acesas. “Ele pulou o muro e sozinho conseguiu retirar a tampa do túmulo. Há muitas casas nas proximidades e moradores têm o costume de sentar na calçada, mas ninguém o viu saindo. É algo que a gente nunca imagina que aconteceria aqui, que é uma cidade muito tranquila”, disse.
Um morador que viu o rapaz empurrando a bicicleta fez imagens e o vídeo foi compartilhado pelas redes sociais. A Polícia Militar (PM) foi acionada e fez a abordagem no Bairro Jardim Brasil por volta das 19 horas.
Aos militares, ele disse que sonhou com o irmão pedindo para andar de bicicleta e esperou o cemitério fechar para invadir o local e abrir o túmulo. Depois de retirar o caixão do jazigo, ele iniciou o passeio. Apesar do longo período desde o sepultamento, o caixão aparentava estar intacto. Foram constatados que os restos mortais do homem estavam dentro do caixão.
Ainda de acordo com as informações da PM, o jovem parecia estar bastante transtornado e chegou a ser algemado por desacatar as ordens dos militares. Ele disse que só cometeu o ato porque sentia muitas saudades do irmão, sem nenhuma intenção de profaná-lo. Testemunhas relataram que desde a morte ele vinha apresentando distúrbios psíquicos.
O homem foi preso em flagrante por vilipêndio de cadáver - considerado crime de desrespeito aos mortos e previsto no Código Penal Brasileiro. Se condenado, pode pegar de um a três anos de detenção, além do pagamento de multa. O jovem assinou um termo para comparecer à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos e em seguida foi liberado.
Segundo Gonçalves, após o fato a funerária foi acionada e na mesma noite o caixão foi devolvido ao túmulo. Ele explicou que a equipe passou a ser encarregada pelo cemitério recentemente e que jamais imaginaria que algo dessa natureza aconteceria em Prata. Diante dos fatos, já estão sendo providenciadas novas medidas para reforço da segurança no local.
video

30 de Maio - Dia do Movimento das Donas de Casa e dos Consumidores

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Abaixo os Três Poderes com Intervenção ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

A tese que ora me animo a sustentar é que só a INTERVENÇÃO prevista no artigo 142 da Constituição poderá salvar os brasileiros do CÂNCER POLÍTICO que desgraçou o país, infestando não só a Presidência da República, mas também as cúpulas dos Três Poderes da República. Mas de início é bom deixar bem claro que somente a coragem da iniciativa do contragolpe de 31 de março de 1964 poderia servir de inspiração e exemplo, não assim, porém, alguns dos seus vícios nos 21 anos de governo, salientando-se o aproveitamento de certa “corja” política civil que os ajudou a governar, e que depois “virou a casaca” e se aliou ao novo poder dominante, bem como o longo tempo em que permaneceu no poder sem eliminar os criminosos políticos da época (subversivos, etc.) que motivaram essa intervenção, e que acabaram se reinstalando no poder político, consorciados com a nova geração de seguidores, pouco tempo depois dos militares deixaram o poder, ocasionando agora a necessidade de uma nova  e mais severa intervenção.
Nenhuma “solução” política ou jurídica, mesmo que partida do/ou com o aval do Supremo Tribunal Federal, poderá salvar o Brasil do abismo político, social e econômico para onde caminha e a cada dia mais se agrava. As alternativas políticas que estão em curso, mais precisamente, (1) o “impeachment” de Temer, (2) a “cassação” do seu mandato no TSE, (3)  a “vacância”, por renúncia do atual Presidente, com eleição indireta para o seu substituto e, finalmente;  (4) as “eleições diretas já”, com aprovação de uma PEC específica no Congresso, são todas soluções políticas enganosas, “espertamente” propostas pelas instituições e pessoas protagonistas dos males que precisam ser eliminados, ou que simplesmente buscam a tomada ou retomada do poder, como no caso do Partido dos Trabalhadores-PT, que pretende voltar ao poder de onde foi corrido pelo impeachment de Dilma.                             
Ora, essa “tchiurma” não tem nenhuma moral para se apresentar como “salvadores da pátria”, conforme os seus discursos muito “cara-de-pau”. Todas as artimanhas e ginásticas políticas e jurídicas por eles orquestradas buscam um único objetivo: as próprias sobrevivências como dirigentes máximos da nação, nos tais “poderes constitucionais”, melhor explicado, nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Por tais motivos são absolutamente inócuas em relação ao nefasto sistema político dominante os cartazes e faixas espalhados por todo lugar com os dizeres “FORA TEMER”, tanto quanto no passado foram inócuas à sociedade as faixas e cartazes “FORA COLLOR”, ”FORA LULA” ou “FORA DILMA”. Toda essa mobilização não passou nem passa de desperdício de pano, papel, tinta e tempo das pessoas.              
Mas enquanto a Justiça julga e condena corruptos envolvidos na Operação Lava Jato, e outras similares, quase sempre adicionando na condenação agravantes de “formação de quadrilha” e “organização criminosa”, desde o STF, até a “Vara” do Juiz Sérgio Moro, de Curitiba, em última análise essa Justiça está virando as costas para esses mesmos “agravantes” que ocorrem dentro de si mesma, na própria atividade jurisdicional. E ocorrem mais intensamente nos Tribunais Superiores, quando atribuem esses fatos agravantes somente aos réus que está julgando, paradoxalmente condenando-os como integrantes de “organizações criminosas” e   “formação de quadrilha”, no exato momento em que ela própria está fazendo o mesmo, agindo em conluio, e criminosamente, com os outros Poderes. Esses “puxões-de-orelha” que de quando em vez um Poder dá no outro não passam de artifícios para enganar bobo, uma vez que eles funcionam em perfeita sintonia e harmonia criminosa, cada qual “trocando” proteção com o outro, com isso todos se protegendo mutuamente.
As alternativas (todas) até agora propostas por essa delinquência política quando muito atingiria a cabeça de um dos Poderes Constitucionais, a do Executivo, ou seja, a Presidência da República. Mas essa enganosa “solução”, por qualquer das quatro (4) formas até agora suscitadas, e até amparadas pela Constituição, daria no mesmo que tentar curar um câncer generalizado que já tivesse se espalhado por todo o corpo com uma intervenção cirúrgica pontual para retirada de algum órgão ou outra parte qualquer do corpo afetada. Sem dúvida essa situação médica também se aplica na política. Justamente os responsáveis pela trágica situação do Brasil são os que absurdamente se propõem a fazer a “cirurgia” para retirada da cabeça do Poder Executivo, que é tão somente um dos responsáveis por toda essa situação caótica, melhor dito, um pedaço, a cabeça do câncer.
Tudo isso quer dizer que se não houver intervenção “já” nos Três Poderes“, com a queda brusca das suas cúpulas, o “câncer” ali já instalado acabará se espalhando por toda a sociedade, como se fosse a ação maldita de uma “metástese” agressiva e progressiva de câncer tomando todo o corpo humano.
É preciso, portanto, alguma ação enérgica para poupar o povo brasileiro dessa catástrofe que se avizinha. E o único remédio que poderia ser encontrado no momento para essa “cura” está previsto na Constituição, mais precisamente no seu artigo 142, que combinado com o parágrafo 1º do artigo 1º - onde fica claro que “Todo o Poder Emana do Povo”- permitiria que o Povo convocasse o Poder Militar, as Forças Armadas, para uma “intervenção”. Valer-se-ia o Povo, assim, do seu PODER INSTITUINTE e SOBERANO, a fim de que as Forças Armadas, em nome e representação do Povo, autorizadas por duas das quatro hipóteses de intervenção previstas no art. 142 da Constituição  (defesa da pátria e garantia dos poderes constitucionais), tomassem por iniciativa própria, sem necessidade de qualquer convocação por algum dos Três Poderes, as providências requeridas no sentido do imediato afastamento das cúpulas dos Poderes Constitucionais (dos Três). 
Instalar-se-ia, logo, uma Junta Governativa Provisória, com os melhores da sociedade (e não da política), até que satisfeitas as condições mínimas para que o Povo pudesse escrever uma nova constituição e  exercer os seus legítimos e mais puros  direitos democráticos, surrupiados pelos tiranos que hoje governam, legislam e julgam, em nome de uma falsa democracia, melhor explicado, da “oclocracia”, que resumidamente é a versão da democracia praticada pela massa ignara em proveito dos tiranos que se adonaram da  política e enganam esse Povo.
Mas enquanto os comandantes militares das Três Forças têm interesses próprios em enxergar impeditivos no  uso da alternativa do artigo 142 da CF, ou seja, da Intervenção Constitucional, principalmente para não desagradar  a seus “chefes” políticos, em troca de não se sabe lá o que, outros militares também não apoiam essa iniciativa pela simples razão de estarem tomados pelo “analfabetismo funcional”, ou seja, sabem ler, inclusive a Constituição, mas não conseguem interpretá-la a contento, mais especificamente, no artigo 142. Outros ainda não se interessam ou não enxergam qualquer “saída”, embora queiram encontrá-la, ficando de cabeça baixa e não reagindo ante toda a podridão que tomou conta dos Três Poderes e das próprias FA, pelos seus comandos, agindo em conluio e se submetendo à vontade criminosa do seu “Supremo Comandante”. Portanto, aos militares que representam o lado sadio das FA, comprometidos com os interesses do Povo, que tem o Poder Soberano, falta só conscientização ou, no mínimo, tomada de consciência dessa realidade, para que mudem a postura de omissão e partam para a ação constitucional e efetiva do artigo 142.                                                             
Mas talvez ajudasse se os militares  da caserna e da tropa, assim como  toda a oficialidade das  FA,  concluíssem que o Poder Militar, para fins da Intervenção do art. 142 da Constituição, está no mesmo nível hierárquico do poder constitucional atribuído à Justiça e ao Congresso Nacional, respectivamente, para cassar mandato de Presidente da República (TSE), julgar impeachment de Presidente  (Câmara Federal e Senado), ou eleger indiretamente o substituto do Presidente da República (Câmara e Senado). Por isso é preciso deixar muito claro que o Poder Militar também tem poderes constitucionais, que nada ficam a dever aos poderes dos Três Poderes Constitucionais, apesar das situações para uso desses respectivos poderes residirem em situações bem diferentes.
Sérgio Alves de Oliveira - Advogado e Sociólogo

Vendo lembrancinha do protesto em Brasília!

Saiba quem é e como está o terrorista do PT que perdeu a mão ao atacar a PM de Brasília

Isso mesmo coleguinha, fume um back e depois jogue bomba na polícia fascista, isso dá certo sim!!!😂😂😂😂

CUT, Fetraf, Andes, UNE e demais organizações aliadas, satélites aparelhadas, sobretudo do PT, O PCdoB e Psol, arrebanharam gente em dezenas de cidades brasileiras. O editor conferiu uma das cidades gaúchas, São Lourenço do Sul, e constatou que dali saíram dois ônibus, um da Furg e outro da Fetraf-CUT. Neste caso de SC, 40 ônibus saíram para Brasília.
Vitor Rodrigues Fregulia, de 21 anos, estudante do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Araranguá, que perdeu parte da mão depois que estourou uma bomba de fabricação caseira que ia jogar na PM, já foi operado e sorri leve e solto no Hospital de Base de Brasília (foto acima). Ele é natural de Praia Grande, Araranguá, SC.
Fregulia é estudante de física e um dos integrantes do grupo de manifestantes que deixou Araranguá na manhã dessa terça-feira, dia 23, em direção à capital federal. 
De acordo com o jornal Correio Braziliense, um segurança da Câmara dos Deputados relatou que o jovem teria pego um artefato e tentado lançá-lo contra os Polícias Militares, que atuavam na região da Esplanada dos Ministérios. No entanto, segundo a assessoria da CUT, o jovem teria se ferido após pegar um rojão lançado pela PM, momento em que a explosão teria ocorrido. De acordo com a Polícia Militar, esta versão é "fantasiosa" e “praticamente impossível”. A corporação afirma que apenas um dos dois tipos de bombas utilizadas durante a manifestação pode causar lesões. O ferimento, no entanto, seria improvável porque os artefatos explodem muito rápido, com 1,5 segundo ou 3 segundos após serem lançadas, diz a PMDF. Ainda segundo a corporação, o outro tipo de bomba usada não poderia causar dano porque não explode.

As notícias e as armadilhas da imprensa. #JornalDaJoice

video
Aécio foi pego com a boca na botija. BNDES tem novo comandante. 
Mas o que você precisa saber mesmo é a estratégia de manipulação da imprensa que tem muito a ganhar com o caos político. 
Independência você tem só aqui. Entenda comigo, Joice Hasselmann

Fernando Henrique Cardoso e José Sarney: a volta dos que não foram

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso completa 86 anos no próximo mês. O ex-presidente José Sarney fez 87 anos no mês passado. Deveriam estar cuidando dos netos, escrevendo, fazendo palestras. Mas a crise do governo Temer os trouxe de volta aos bastidores do poder. FHC é um dos nomes do PSDB para a sucessão de Temer com eleição indireta. O presidente do PSDB-SP, deputado estadual Pedro Tobias até postou vídeo nas redes sociais conclamando os correligionários a apoiarem FHC. Às vésperas dos 86 anos, FHC não disputaria um novo mandato no voto, mas já admite em conversas internas, que se fosse uma convocação nacional aceitaria ser presidente por um ano e meio, o tal mandato tampão. 
Bem, pelo menos Sarney não quer voltar à Presidência. Deus nos livre! Mas ontem foi recebido por Michel Temer no Palácio do Jaburu. A reunião não foi no porão, onde aconteceu o encontro com Joesley Batista. Sarney, pasmem, está articulando uma saída para Temer. Ora, todo mundo sabe que o ex-presidente maranhense não deixaria a Praia do Calhau, em São Luís do Maranhão à toa. Obviamente já deve estar de olho no próximo governo para garantir algumas nomeações.

Sim! Eu votei no Aécio!

Ex-Ministro da Justiça de Dilma, Zé Eduardo Cardozo aposenta-se aos 58 Anos, após ficar mais de 20 anos em licença

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo aposentou-se em abril do cargo de procurador do município de São Paulo. Ele tem 58 anos. Cardozo foi admitido como procurador do Município de São Paulo por concurso público em 1982, licenciou-se do cargo a partir de 1995, e retornou à Procuradoria em 2016 após a derrota no impeachment de Dilma. 
Ao mesmo tempo em que retomou a Procuradoria, Cardozo também atuou como advogado e associou-se a um escritório.

Show da Fé ✰ Participação de Aécio Neves

video

Mico: Exército mandou recrutas para a rua em Brasília com fuzis sem carregadores

Fiasco maior, só se usassem reforçador para tiro de festim. Se o soldado não está pronto, não pode ir para a rua. 
O episódio foi do mais puro amadorismo.

Parte dos 1.300 homens do Exército que fizeram o patrulhamento na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta quarta e quinta-feira, empunhavam fuzis sem carregadores, como é possível constatar em fotografias. Enquanto um grupo estava com armas municiada, outros levavam o carregador em bolsas presas à cintura, segundo o Exército. Sem o carregador acoplado aos fuzis não é possível efetuar disparos.
A falta de carregadores disponíveis para a tropa foi descartada pelo Exército. No entanto, não é possível afirmar se o patrulhamento com os fuzis sem os carregadores veio de uma orientação do Comando Militar do Planalto, de onde os homens foram recrutados, ou se faz parte das regras de engajamento — normas de quando deve ser empregada a força — das Forças Armadas.
A Diretriz Estratégica de Garantia da Lei e da Ordem, do ministério da Defesa, diz que em situações como a da manifestação, em Brasília, armamentos não letais devem ser priorizados, no entanto, não existe uma regra para o tipo e como o armamento será utilizado.
"Considerar que as organizações militares (OM) de Polícia do Exército (PE) são as tropas mais capacitadas à execução de ações operativas, empregando equipamento apropriado, não letal, permanecendo o armamento letal para o emprego em situações de risco para a tropa, conforme as regras de engajamento", informa um dos trechos.
De acordo com o especialista em armas Vinicius Cavalcante, após analisar as imagens enviadas pelo "Extra", o fato de alguns estarem com fuzis com carregadores e outros não pode ser uma questão de segurança tomada pelo comando.
— Você vê que os oficiais e sargentos estão com as suas armas com carregadores. Os praças e soldados estão sem os carregadores para evitar a possibilidade de um disparo acidental que pode vitimar alguém em uma situação que pode ser contornada. Então, só tem a arma em condição de efetuar disparo aquele que tem melhor treinamento, mais discernimento, e que sabe efetivamente quando vai ser necessário efetuar o disparo com uma munição que é muito poderosa. Isso não é uma coisa da alçada de um garoto de 18, 19 anos que está servindo pela primeira vez e que vai passar pouco tempo nas Forças Armadas. Eles deixaram isso para os profissionais que são militares de carreira, que tem a possibilidade de efetuar um disparo com precisão e dentro daquilo que se imaginam que sejam as regras de engajamento — conclui.
AUTORIZAÇÃO PARA O USO DAS FORÇAS ARMADAS
Após um grupo de manifestantes quebrarem vidros e até incendiarem parte de um dos prédios da Esplanada, o presidente Michel Temer acionou nesta quarta a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para que as Forças Armadas fizessem a segurança do local.
O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União e estabelecia que as tropas atuariam na capital por uma semana, até o dia 31. O decreto, no entanto, foi revogado pelo presidente no dia seguinte, na quinta-feira. A área específica de atuação, no Distrito Federal, foi delimitada pelo ministério da Defesa.
A GLO é invocada, segundo a Defesa, quando há "esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem". O dispositivo constitucional, que é de atribuição exclusiva do presidente da República, prevê que os militares podem, provisoriamente, atuar com poder de polícia.

Reformas do PT

PT tenta antecipar eleições, porque Lula está morrendo.

Não entendo o TSE, não exigir atestado médico a candidatos.
Não se pode correr o risco de eleger pessoas clinicamente impossibilitadas de exercer mandato.
PT desesperado. Corre contra o tempo. Tenta seguir mesmo caminho do Líder.
Sem Lula e fora do Poder, Partido fecharia as portas.
Única chance de futuro seria eleger Lula, com vice comprometido com a Estrela, mas tudo corre contra.
Desmoralização, debandada historica, perda de poderio econômico e politico, já configurariam caos, mas há um empecilho maior:
- Quadro Clínico se agravou. Lula está morrendo e, em ritmo de campanha, não chega a outubro de 2018.
Vive movido à Tarjas Pretas e fugida furtivas a Hospitais.
Chance de sobrevida, só se parasse com tudo, pra se dedicar exclusivamente ao tratamento, alternativa descartada com veemência.
Quadro atual é de evitar ramificações, mas mal não recua. Perdeu velocidade, mas segue em frente.
Lula não teme prisão. Basta divulgar seu estado de saúde, que seria liberado.
Tem consciência que não comandará o País.
Respira com objetivo de salvar PT e sua Biografia, mesmo ciente das remotas chances de se eleger.
Planeja vencer, custe o que custar, doa a quem doer, pois nada mais tem a perder e nunca se notabilizou por pensar nos outros. Final Feliz sonhado.
Assumir e sair de cena como o primeiro a ser eleito pra três mandatos, deixando no Planalto um súdito a preservar suas mentiras, podendo morrer se sentindo Deus.
Consolidação das Reformas de Temer e fortalecimento na maioria do Legislativo, inviabilizaram antecipação, razão do surgimento de gigantesca armadilha financiada pela poderosa JBS, sabiamente Terreiro onde Lula é o Galo, com aval de Ministros Partidários do STF, que culminou nas gravações, hoje tão comentadas.
Globo se aliou, por saber ser a próxima na mira da Lava Jato, juntamente com OI e GOL, precisando se cercar de algum tipo de proteção.
Nada que minimize culpa em dobro de Temer; além de corrupto, burro.
Aécio entrou de bode. Expectativa era assustar PSDB, fazendo-o abandonar Temer causando Tsunami na Economia e maremoto de manifestantes.
"Fáiô"!
Fritaram o mineiro por nada. Tucano ficou no Ninho e o resto virou "marolinha".
Aviso à PF:
Experimentem investigar compras de dólares de gente da Cúpula PT. Chance de possíveis descobertas...
Boato?
Com a palavra Médicos responsáveis.
Vejamos se possuem a mesma habilidade de Advogados, na arte do manipular a verdade, lembrando sempre:
Atitudes aceitas como habilidade profissional de Advogados, no Universo Médico é enterro de CRM.

Boicote a JBS. Churrascaria para de comprar da JBS - Parabéns

video

Deus, abençoe a Polônia

Primeira Ministra da Polônia: "Europa, Levante, Deixe de Ficar de Joelhos, Ou Chorará suas Crianças Todos os Dias"

Nossa, que maravilha. Uma voz se levanta. E vem da Polônia. Polônia que tem história tão fantástica e já se levantou para salvar a Europa na história. Como no dia 11 de setembro de 1683, em que o Rei Jan III Sobieski se levantou para libertar Viena dos muçulmanos e assim salvar toda a Europa. Falei disso em um post de 2011.
Agora a primeira-ministra da Polônia, Beata Szydlo (foto acima), exige que a Europa se levante de novo para proteger seus filhos do Islã terrorista. Ela atacou fortemente a elite política europeia que fica de joelhos frente ao terror. Ressaltou que a Europa precisa de "fortes líderes políticos" e que a Polônia não vai "aceitar as loucuras de Bruxelas (capital da União Europeia), pois nós queremos ajudar ao povo e não as elites".
E ainda disse:
"Para onde você está indo, Europa? Se levante dos seus joelhos, de sua letargia, ou você chorará suas crianças todo dia".
"O terrorismo é um ataque a nossa cultura às nossas tradições".
"Se vocês da União Europeia pensam que a Polônia não deveria se defender, vocês estão braços dados com aqueles que apontam as armas contra a Europa, contra todos nós".
Hoje, li também que o Reino Unido tem 23 mil suspeitos de terrorismo (isso mesmo 23 mil suspeitos) e que nesse final de semana haverá 1.300 eventos no país, todos serão extremamente policiados. É assim que os europeus querem viver? De joelhos?
Viva a Polônia!.

Polícia Federal prende amante de Cerveró

Nova Cracolândia já tem o dobro de usuários da original

A cada dia que passa, uma nova Cracolândia fica mais forte na Praça Princesa Isabel, no centro da capital paulista. Entre a noite de quarta (24) e a madrugada de ontem, o número de usuários de droga no local dobrou, de acordo com levantamento da Guarda Civil Metropolitana (GCM).
E, agora, também começaram a aparecer as primeiras barracas dentro do novo “fluxo” – em um modelo parecido ao que ocorria no antigo quadrilátero da droga.
Localizada a menos de 600 metros da Cracolândia original, a Praça Princesa Isabel tornou-se o principal ponto de concentração de usuários, logo após a dispersão provocada na megaoperação policial no domingo.
Na quarta, contagem da GCM apontou cerca de 300 pessoas no local, por volta das 21h30. Às 3h35 de ontem, no entanto, havia 600 usuários na praça, número próximo dos 800 que ficavam aglomerados no quadrilátero antigo.
Anteontem, o secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, admitiu que a droga continuava chegando à região, embora, segundo ele, em uma escala muito menor do que antes. Para fazer entregas, traficantes usariam motocicletas.
Investigação da Polícia Civil aponta, ainda, que o crack continua saindo da Favela do Moinho, a menos de um quilômetro do “fluxo”, e é levado até lá por traficantes a pé.
Barracas. Cada vez mais numerosos, os usuários começaram a montar barracas na praça. Antes da operação, elas eram usadas para promover a “feira livre” da droga na Cracolândia e as “franquias” chegavam a ser comercializadas por cerca de R$ 80 mil pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que administrava os pontos. Por volta das 16h30 de ontem, 15 barracas já estavam erguidas no local.
Usadas na montagem, armações e lonas são entregues na praça por carroceiros, que descarregam o material às vistas de todos. Enquanto isso, equipes municipais de Saúde e Assistência Social circulam em busca de pessoas dispostas a se tratarem. Há, ainda, duas bases fixas da PM.
“Agora que eles subiram as barracas está igual ao que era na Dino Bueno”, diz a comerciante Thaynara Christian, de 24 anos, que trabalha em um açougue na frente da Princesa Isabel.
Segundo ela, a concentração de usuários elevou a sensação de insegurança e afugentou a clientela. “Entravam umas cem pessoas por dia aqui. Nesta semana, não passou de 20. Está todo mundo com medo de passar pela porta.”
Lixo
Cinco dias após a ocupação da praça, é possível ver muito lixo acumulado. Ruas próximas viraram banheiros ao ar livre. “Ninguém aguenta o fedor”, diz a aposentada Marlene Francenildo, de 57 anos, vizinha da praça. “Antes, eles ficavam confinados lá. Agora, a gente fica ilhado, sem poder sair de casa à noite.”
Marlene conta que também aumentaram os casos de furto de fios na região. “Eles sobem no poste e cortam. Ontem (quinta), fiquei sem luz até as 13 horas.”
Segundo os moradores, a concentração de usuários aumenta após as 18 horas. João Hagop Chamlian, proprietário de uma concessionária vizinha, classifica a cena como “dantesca”.
“A gente tem mantido os ferros para baixar as portas, porque, às vezes, eles passam correndo. O movimento, aqui, caiu 70%.”
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 22 pessoas foram presas na região da Nova Luz após a operação realizada no domingo. O policiamento na região foi reforçado com 212 policiais, que se somam aos 120 que já atuavam na área.

A jaula virtual ✰ Comentário de Luiz Carlos Prates

video

Bebê caminha logo depois de nascer e vídeo bomba na web

O vídeo de uma criança recém-nascida caminhando em cima da mesa está fazendo sucesso nas redes sócias. O bebê, que teria acabado de nascer, ensaia seus primeiros passos com o apoio da enfermeira.
No vídeo as enfermeiras ficam perplexas ao ver o bebê caminhando após seu nascimento, e uma delas diz: “Olha, meu Deus do Céu, se eu for falar ninguém acredita” .
Ainda não há informações sobre a identidade da mãe e da criança. Segundo informações, o caso aconteceu no Brasil.
Assista.
video

7º Passeio de Veículos Antigos em Raposo RJ

Exército ainda mantém honrarias a mensaleiros

Depois da cassação pelo Ministério da Defesa das Medalhas da Vitória dos mensaleiros condenados José Genoino e Valdemar da Costa Neto, apenas o Exército mantém as honrarias concedidas. Apesar de condenados, José Dirceu e Roberto Jefferson ainda ostentam a Ordem do Mérito Militar recebida durante os governos Lula, e em grau superior ao que foi concedido por exemplo, em abril, ao juiz federal Sérgio Moro.
AOS AMIGOS TUDO
Do Exército, Jefferson recebeu o grau de Comendador, e Dirceu, condenado na Lava Jato, é Grande Oficial. Moro, apenas Oficial.
FALTA O EXÉRCITO
Aeronáutica e Marinha cassaram as honrarias concedidas a mensaleiros condenados, após esta coluna revelar o assunto.
CASSAÇÃO AUTOMÁTICA
As honrarias reconhecem os serviços às Forças Armadas, e preveem cassação de condenado por crime contra a administração pública.

Somos o Exército de Bolsonaro!!!

video

Cadela 'chora' ao ser deixada em abrigo, comove as redes e é adotada

Um vídeo que mostra uma cadela deixada em um abrigo para animais abandonados na Califórnia, Estados Unidos, está comovendo a internet. Gravadas logo após a pit bull Electra chegar ao abrigo da Inland Valley Humane Society, as imagens mostram a expressão de tristeza do animal. O vídeo foi feito por uma voluntária do abrigo chamada Lolys Mechanka, que o postou em seu perfil no Facebook.
Para os apaixonados por cachorros, a expressão de Electra ao ser abandonada representa a triste realidade dos abrigos. Graças à repercussão do vídeo, publicado originalmente no dia 17 de maio, Electra não ficou nem dois dias no abrigo até ser adotada por novos donos. Mas as imagens continuam sendo compartilhadas, causando comoção nas redes sociais.
video
“Às vezes eu gostaria de entender os donos entregando seus animais, e eu não gosto de julgá-los, mas quando você vê como os cães vêm para o departamento de recepção com seus rostos felizes e eles ficam todos orgulhosos eu simplesmente não consigo entender”, escreveu Lolys Mechanka.
No perfil da voluntária, várias pessoas ficaram comovidas:
"Lembre-se que há tantos rostos mais tristes e assustados como o dela em abrigos por toda parte. Eles não recebem a publicidade que ela recebeu e também a maioria não sabe. Se você quiser, vá a um abrigo e adote, ou promova. Melhor sentimento do mundo. Vida feliz menina doce.”

29 de Maio - Dia do Exército Argentino



sexta-feira, 26 de maio de 2017

E se Temer tombar, como fica? ✰ Artigo de Sérgio Alves de Oliveira

Devido à enxurrada de versões contraditórias e conflitantes -  políticas jurídicas e “jornalísticas”-  que andam por aí, sobre a possível saída de Michel Temer da Presidência da República, é preciso colocar alguma ordem nessa confusão toda.
Essa realidade se explica porque em parte a legislação eleitoral, assim como outras, não passa de uma colcha de retalhos. Via de regra os parlamentares brasileiros não elaboram leis no sentido verdadeiro da palavra. O que eles fazem são “remendos” e mais remendos sobre leis, embora eles os denominem de “leis”. Todo esse regime “legal” forma um palco obscuro inacessível ao povo, dele tirando proveito somente a “canalhada” que faz da política uma nefasta profissão e uma maneira criminosa de enriquecer fácil. Essa realidade pode ser observada com uma simples pesquisa sobre qualquer lei no site do “Planalto”. Ver-se-á ali que as leis reproduzidas possuem muito mais “riscos” do que palavras. A confusão não poupa nem os operadores do direito, especialmente juízes, que sempre têm que “correr” para acompanhar a avalanche de leis diárias confusas, ou com objetivos inconfessáveis. Perdem mais tempo “se atualizando” nas leis do que trabalhando para aplicá-las na atividade jurisdicional. Tudo decorrência de uma política legislativa que objetiva mais interesses próprios dos “fabricantes” das leis. E a “confusão” os ajuda, e muito.
A “confusão” política e jurídica hoje vivida, por exemplo, se relaciona às infindáveis irregularidades atribuídas ao Governo Temer pela Polícia e Ministério Público Federais, com força bastante para inviabilizar a continuidade do seu breve mandato, iniciado após o afastamento por impeachment da Presidente Dilma, em maio de 2016.
Diversas são as hipóteses legais para dirimir a “quaestio juris”. Indo diretamente a essas hipóteses, pode-se elencar: (a) impeachment de Temer; (b) vacância do cargo de Presidente; (c) cassação do mandato de Temer no TSE; (d) Novas eleições diretas “já”, mediante PEC aprovada no Congresso; e (e) Intervenção pelo art. 142 da Constituição.
Resumindo cada uma delas:
(1) IMPEACHMENT: Denominado “impedimento” na legislação brasileira, o impeachment está regulado nos artigos 79 e seguintes da Constituição, e na lei Nº 1.709, de 1950. Esse instrumento deve ser aplicado quando for julgado procedente o crime de responsabilidade do Presidente da República, primeiro pela Câmara dos Deputados, após pelo Senado Federal. Segundo o art. 80 da Constituição: “Em caso de impedimento do Presidente e Vice-Presidente da República, ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados ao exercício da Presidência, o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal”. Então no eventual impeachment de Temer, a única medida constitucional a ser aplicada seria o chamamento, pela ordem, do Presidente da Câmara, seguido do Presidente do Senado e do STF, cada qual substituído pelo seguinte se incurso em qualquer impedimento legal. Não procedem, portanto, as versões equivocadas que correm soltas que no eventual impeachment de Temer haveria eleições DIRETAS, ou INDIRETAS pelo Congresso para escolha do sucessor. A eleição indireta para Presidente pelo Congresso só se daria na hipótese de ocorrência da VACÂNCIA do cargo de Presidente da República, por renúncia, morte, incapacidade, ou motivo similar;
(2) ELEIÇÕES “DIRETAS JÁ”: Essa seria a saída “menina dos olhos” dos apoiadores dos Governos do PT, pelas qual eles tanto se empenham e tanta “esculhambação” estão fazendo. Tecnicamente não haveria qualquer impedimento para que essa alternativa fosse adotada. Do ponto de vista “legal”, seria uma medida válida. Bastaria o Congresso aprovar uma PEC alterando a Constituição nesse aspecto. Não, assim, todavia, pelo aspecto POLÍTICO, onde aí sim seria um GOLPE. E seria um golpe político tanto quanto foi aquele que o PMDB, seu ex-“sócio” nas falcatruas governamentais, deu no PT, com a expulsão de Dilma do Governo e a posse de Temer, e que foi de fato um golpe político, porém não jurídico. O PT tem plena consciência que o seu campo de luta mais favorável e onde ele colhe os melhores frutos é aquele povoado pela sua “clientela” ignorante e fácil de comprar barato com muito assistencialismo, com promessas e anúncio de feitos mentirosos, no que ninguém os “bate”. Mas como esse partido foi de certo modo abandonado pelos seus antigos comparsas, por vários motivos, agora ele se vale da tentativa da pressão popular irresistível para afastar os obstáculos e possivelmente se beneficiar dessa alternativa (Diretas Já);
(3) VACÂNCIA DO CARGO DE PRESIDENTE: Como explicado no item (1) anterior, essa alternativa ocorreria por RENÚNCIA, INCAPACIDADE OU MORTE de Temer, e pelo fato dos mandatos eletivos das eleições presidenciais de 2014 estarem já na segunda metade, ou seja, nos dois últimos anos, aí sim o Congresso deveria escolher o sucessor de Temer, com mandato   até 31 de dezembro de 2018. É o que chamam de “eleição indireta”. Nesse sentido até já correm listas com os prováveis nomes, na minha opinião cada qual pior que o outro. Nessa alternativa se daria a DITADURA do Congresso, que escolheria alguém que os ajudasse a escapar das malhas da Justiça onde grande parte deles estão envolvidos. Esse “todo poderoso” até teria poderes para escolher os Ministros dos Tribunais Superiores que julgariam, e certamente, absolveriam, todos os parlamentares enleados com a Justiça;
(4) CASSAÇÃO DO MANDATO DE TEMER NO TSE: Essa alternativa seria proveniente da possível procedência da ação de impugnação de mandato movida contra Temer pelo PSDB. Temer seria cassado. Mas só “para inglês ver”. Dita decisão do TSE só produziria efeitos a partir do trânsito em julgado da ação, ou seja, a partir do momento em que fossem esgotados todos os recursos. Ora, com os infindáveis recursos previstos em lei, somado às “chicanas” dos advogados de Temer, fácil seria empurrar o seu mandato com a “barriga” até o seu término. Falta pouco mais de um ano e meio para findar. Recursos poderiam ser usados, primeiro no próprio TSE, depois lá no STF. Importante é sublinhar que nos termos do Código Eleitoral (Lei 4.737/65), artigo 224, parágrafos 3º e 4 º, inciso I, a eleição direta para substituir o Presidente cassado deve ser realizada se ocorrer o afastamento nos últimos 6 meses do seu mandato. Praticamente impossível, portanto, o afastamento de Temer por cassação do seu mandato em virtude de irregularidades na sua campanha eleitoral. O que está sendo feito é um espetáculo circense para enganar bobo;
(5) INTERVENÇÃO DO PODER INSTITUINTE E SOBERANO DO POVO, PELO ARTIGO 142, COMBINADO COM O ART. 1º, PARÁGRAFO 1º , DA CF, POR INTERMÉDIO DO PODER MILITAR: Como referido lá no início, a INTERVENÇÃO do Poder Militar, combinado com o Poder Soberano do Povo, a exemplo de todas as outras 4 alternativas já mencionadas, também teria amparo LEGAL, apesar das resistências em sentido contrário, que divergem dessa conclusão, notadamente dos políticos e dos Comandos Militares das Três Forças, escolhidos a “dedo” pelos criminosos que estão no Governo. O que pensa a “tropa” e a “caserna” sobre essa situação? Ora, a Intervenção Constitucional das Forças Armadas, como medida extrema e excepcional, deve ocorrer nas quatro (4) hipóteses previstas no artigo 142 da Constituição. Em duas delas, na “Manutenção da Ordem” e “Garantia da Lei”, seria necessário que o Poder Militar fosse acionado por convocação de algum dos Poderes Constitucionais (Executivo, Legislativo ou Judiciário); nas outras duas hipóteses, não. Para ”Garantia dos Poderes Constitucionais” e “Defesa da Pátria, o Poder Militar têm plena autonomia, mesmo soberania, para avaliar, julgar, e INTERVIR, se for o caso. Esse PODER MILITAR está na mesma “hierarquia” e no mesmo nível constitucional dos poderes atribuídos à JUSTIÇA para cassar mandatos eleitorais, e ao CONGRESSO para decidir sobre impeachments ou vacâncias de cargo de Presidente. Todas são medidas não só legais, porém também amparadas na Constituição, expressamente. Além do mais não pode prosperar o entendimento de que para intervir as FA só poderiam ser acionadas por convocação do seu “Comandante Supremo”, que é o Presidente da República. E se o Presidente da República estiver incluído entre os ofensores da “defesa da pátria” e da “garantia dos poderes constitucionais”? E se ele for um dos “bandidos”? Essa circunstância afastaria o mandamento constitucional central do art. 142? O Presidente da República estaria, assim, acima da Constituição? Esperamos ter contribuído com alguns elementos para que o próprio leitor tire as suas conclusões sobre qual a única alternativa capaz de oferecer alguma chance de efetivas reformas positivas para o Brasil.
Sérgio Alves de Oliveira - Sociólogo e Advogado
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...